Uma Introdução ao Conhecimento de Deus – 2ª Part.

1 04 2010

AGNOSTO THEO – O DEUS DESCONHECIDO DOS CRENTES

Contudo, o problema não reside somente no desconhecimento de Deus dos incrédulos. Um problema muito maior de nossa geração reside no que ocorreu na época do profeta Oséias.

O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. (Oséias 4:6)

O mesmo problema é citado por Cristo:

Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. (Mateus 22:27)

A destruição da piedade e o esfriamento do amor do povo que se nomeia cristão na história e nesta geração está intimamente interligado com a rejeição do conhecimento de Deus; e isso ocorre muito mais pelas atitudes do que pelas palavras. Isto é mostrado pelo descaso de muitos com a leitura bíblica regular, pela rejeição de um estudo sistemático das doutrinas bíblicas, pela aceitação de heresias, pela repulsa a palavra teologia e pela superficialidade dos púlpitos, dos quais não são só convenientes, mas incentivadores. Como diz Paul Washer:

Não há temor em nosso meio, pois não há conhecimento de Deus em nosso meio.

Esta repreensão da parte de Deus Pai e Deus Filho, mostra claramente o desejo de Deus e este é também anunciado em Oséias:

“Porque eu quero […] o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos” (Oséias 6: 6).

Toda religiosidade externa não vale nada para Deus, mas o que Ele deseja e busca são adoradores que adorem em espírito e verdade; e tal adoração está atrelada a busca prazerosa e desejosa de Deus e de Sua vontade, como aquele que achou um tesouro valioso e uma pérola preciosa (Mateus 13: 44-46). Este espírito é expressado pelo salmista Davi:

A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro, e ilumina os olhos. O temor do SENHOR é limpo, e permanece eternamente; os juízos do SENHOR são verdadeiros e justos juntamente. Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos. (Salmo 19: 7-10)





Uma introdução ao conheciento de Deus – 1ª Part.

21 03 2010

E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. (Atos 17: 22,23)

Quando, Paulo, o apóstolo, fez seu discurso em Atenas, ele começou citando um altar onde estava gravado Agnosto Theo (ao Deus Desconhecido) e usando este gancho cultural, juntamente, com a citação da literatura local, ele prossegue apresentando “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há”.

Apesar de existir uma revelação geral de Deus na criação, consciência e história, tal é incapaz de salvar o Homem. E isso, não se dá por causa de algum problema na revelação, pois este conhecimento geral é um guia para a revelação específica e salvífica, como Paulo afirma em Atos 17: 27,28:

Leia o resto deste post »





Agonia

21 02 2010




Unção

20 02 2010




Guerreiro Massai

20 02 2010




Quando o Julgamento Estiver À Porta

20 02 2010




Pregando o Livro Que Deus Escreveu – John MacArthur

20 02 2010







Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.